TEMPESTADE PERFEITA
ANÁLISE DA CRISE ECONÔMICA, POLÍTICA E ÉTICA NO BRASIL
Corrupção, Lava Jato, STF, entre outras, têm sido as palavras mais procuradas na Internet brasileiras dos últimos meses.
Tendo como campo de debate o cenário político-econômico-ético brasileiro, em particular, no período de outubro de 2014, poucos meses após o início da Operação Lava Jato, a junho de 2016, este livro está estruturado em duas partes, que se complementam. Na primeira parte, uma coletânea de artigos de análise de “economia e política”, escritos para o Jornal o Estado de São Paulo, e em especial, para o “Estadão Noite”, no período de outubro de 2014 a junho de 2016. Nesse intervalo de tempo, que pode ser considerado um dos mais turbulentos da história do Brasil, procuramos analisar os fatos políticos, econômicos e éticos que levou a desorganização da economia, da política e da gestão pública, que culminou numa crise de governabilidade e no afastamento da presidente da República.
Na segunda parte está o artigo científico, em forma de ensaio, denominado “Economia-política-corrupção: Fatores determinantes da crise de governabilidade no Brasil”. O seu objetivo é avaliar os principais fatores que contribuíram para a crise de governabilidade no Brasil, e as suas discussões estão baseadas em três pilares: economia, política e corrupção. As duas partes do livro se complementam, visto que ambas abordam e analisam os fatores que conduziram o Brasil para vivenciar uma “tempestade perfeita”.
A obra é livro-texto para a disciplina Economia Política dos cursos de graduação e pós-graduação em Economia, Administração, Contabilidade, Ciências Políticas, Sociologia e Direito. Leitura complementar para a disciplina Economia Brasileira.
 
O autor
José Matias-Pereira, economista e advogado, é doutor em ciência política pela Universidade Complutense de Madrid, pós-doutor em administração pela Universidade de São Paulo, além de professor de administração pública e pesquisador associado do programa de pós-graduação em contabilidade da Universidade de Brasília.